Imprimir

Rede estadual: Luta do magistério conquista início da retomada da carreira

Escrito por Caroline Santos Ligado . Publicado em Rede Estadual

Foi aprovada na Assembleia Legislativa nesta terça, dia 03, a tabela que garante 15% de recuperação da carreira do magistério no escalonamento vertical (níveis de formação) e no horizontal (1% a cada 3 anos totalizando 10% no final de carreira).

Com isso, a partir de 01 de dezembro de 2018 os integrantes do magistério da rede estadual terão recuperado no escalonamento do Nível Médio para Nível Superior 6%, e nos demais níveis se terá a seguinte recuperação 7,5% para Pós-Graduação, 9,3% para Mestrado e 15% para Doutorado.

Vale ressaltar que o índice de 15% é fruto da resistência da categoria, pois o índice apresentado pelo governo foi de 10% é essa proposta geraria perdas para os docentes com Doutorado.

Já com relação a emenda no texto da lei garantindo que estes 15% sejam o início
da retomada da carreira não houve acordo. A categoria propôs ao governo que o projeto de lei deve ter como parâmetro para a real retomada da carreira do magistério o que estabelece o artigo 3º pela Lei Complementar 250/2014 quanto as diferenças salariais a partir da qualificação profissional entre o Nível Médio e os demais eram de: 40% (Graduação), 50% (Pós-Graduação), 62% (Mestrado) e 100% (Doutorado).

Já o governo compreende que o texto da lei enviado não precisa de ajustes.

Com isso, o sindicato buscou novamente o diálogo com o governo e também com os deputados sobre a importância da emenda no processo de reconstrução da carreira.

Diante do impasse, ficou definido o seguinte: a Assembleia Legislativa só aprovaria a tabela e uma nova rodada de negociações acontecerá entre o SINTESE e o governo do Estado para que em agosto, com o reinício dos trabalhos legislativos, uma proposta que atenda o pleito dos professores seja aprovada na Assembleia Legislativa.

"A luta pela reconstrução da carreira vai continuar, o que foi aprovado na Assembleia Legislativa não é a benesse do governo, mas sim resultado da luta e da resistência do magistério da rede estadual", afirma a presidenta do SINTESE, Ivonete Cruz.

Confira como ficará o vencimento inicial do magistério com a tabela aprovada na Assembleia Legislativa com 15% no escalonamento vertical e 1% no escalonamento horizontal (tempo de serviço)

Recupera carreira15 2018Recupera carreira15 2018